Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Enem 2021: ‘Pensei…preciso jogar luz nessa realidade’, diz professora pública do CE que acertou tema da redação em exercício com alunos

nubia-768x710

Por Lena Sena

A professora cearense Núbia Rocha que acertou o tema da redação do Enem 2021 do último domingo (21) afirmou que pensou em “jogar luz” e mostrar a realidade das pessoas que não têm acesso a direitos por não ter documentos.

“Meus temas são tirados da leitura de mundo. Para mim, o tema da redação é sempre algo que precisa ser dado visibilidade, ele está implícito. Durante esse período de pandemia uma questão que me sensibilizou muito foi a das pessoas que por falta de documentos não tinham acesso à cidadania nem sequer tinham direito de receber um auxílio emergencial, ser internado em um hospital. Pensei, preciso jogar luz nessa realidade”, disse Núbia.

Duas semanas antes da aplicação da prova, a professora da Escola de Ensino Médio (EEM) Nazaré Severiano, de Santana do Acaraú, interior do Ceará, trabalhou em sala de aula o assunto da invisibilidade social associada à falta de documentos pessoais com alunos da 3ª série do ensino médio. O tema da redação este ano foi “invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”.

Núbia soube que tinha acertado no palpite da redação do Enem por meio do filho, que é estudante de medicina. Agora, ela aguarda pelo resultado dos seus alunos.

“Quando meu filho me mandou entrei numa crise de choro e ansiedade. Chorava e ria. Fiquei pensando qual seria a reação dos alunos. Depois os alunos me agradeceram, muitos deles falavam que quando viram o tema achavam que era uma miragem”, relembra Núbia Rocha.

Com 32 anos dedicados a educação, Núbia se vê como uma “professora a moda antiga”, que busca sempre extrair o melhor dos alunos. Mesmo durante a pandemia, quando teve que ministrar as aulas em formato remoto, ela afirma que a cobrança era a mesma.

“Trabalhamos durante o ano através de aulas online e mesmo em formato remoto as aulas aconteciam religiosamente. Quando voltou ao formato presencial intensificamos as aulas, além disso, também temos um grupo de discussão no WhatsApp, usado também para avisar com antecedência aos alunos o tema que seria trabalhado durante a semana”, disse a professora.

Fonte: G1

Deixe seu comentário:

Menu

Curta no Facebook