Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

2,2 milhões de brasileiros caíram em golpes virtuais em outubro

Compartilhe:
16105948218094

O mês de outubro foi marcado pela intensificação dos golpes virtuais, que atingiram cerca de 2,2 milhões de brasileiros, conforme as últimas estatísticas do dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafeNo total, foram identificadas 109 mil ameaças ativas na internet, o que representa um crescimento de 127% em comparação a setembro.

Para realizar as projeções, o laboratório considerou somente a parcela da população que possui smartphones Android, já que as soluções da PSafe são compatíveis apenas com esse sistema operacional. Apesar da amostragem reduzida, o número assusta: 71 mil pessoas são vítimas de golpes no país todos os dias.

Em outubro, os crimes mais populares eram aqueles que promoviam falsas vagas de trabalho, em um cenário no qual o desemprego já atinge 14 milhões de pessoas — ultrapassando a taxa histórica de 13,1% registrada em 2012.

Clonagem de perfis do WhatsApp

Além disso, um grande número de perfis do mensageiro foram clonados: somente no último mês, o dfndr lab registrou 453 mil vítimas. “Para ter acesso às contas de WhatsApp, os cibercriminosos utilizam técnicas de engenharia social, que tem como objetivo convencer a vítima a realizar uma ação que o criminoso deseja”, explica o diretor do laboratório, Emilio Simoni.

“Eles geralmente mentem, simulam uma pesquisa ou uma suposta promoção, e se passam por outras pessoas para conseguir este código”, afirma. O golpe é mais comum em São Paulo, que teve 84 mil vítimas. O Rio de Janeiro aparece em segundo lugar com 49 mil e Minas Gerais, em terceiro, com 33 mil.

“Não é um golpe que utiliza softwares sofisticados para roubar informações, o criminoso literalmente precisa convencer a pessoa a fornecer o código de código de confirmação de seis dígitos enviado para o celular. Esse código de segurança é único que possibilita o acesso e sequestro da conta”, finaliza o executivo.

Fonte: TecMundo 

Deixe seu comentário:

Menu

Curta no Facebook